11 março 2009

deus no cérebro



Brain scans of participants thinking about God show activation in the parts of the brain where people empathize with others. One such brain region, called the precuneus (the upper green dot), is also associated with imagination, balancing complex tasks and self-consciousness. During the same scan (see far left and far right images) there was also activation in visual processing areas, indicating that humans visualize God using the same brain networks involved when humans visualize themselves. Kapogiannis et al/PNAS

Estudo demonstra que o cérebro humano é ativado quando pensamos em Deus da mesma forma que qualquer outra pessoa. Num estudo com 40 pessoas - religiosas e não religiosas - revelou que uma frase como "eu acredito que Deus está comigo durante o meu dia e me observa" ativa as mesmas regiões que usamos para decifrar emoções e intenções de outras pessoas. Estas regiões seriam, portanto, aquelas responsáveis pela empatia e entendimento mútuo.
A matéria traz também aspectos do aparecimento das religiões e seu papel no processo evolutivo. (veja)

COMENTÁRIO: Uma inferência que o estudo permite fazer é o quanto a figura de Deus é antropomórfica, o que, do ponto de vista psicológico, revela o quanto projetamos de nós mesmos na figura "humanizada" de Deus.

4 comentários:

Darwinn Harnack disse...

Será que o resultado da pesquisa seria diferente, se os pesquisados fossem seguidores de uma religião com deus impessoal, tal como o Budismo, por exemplo?

Ercy Soar disse...

Darwinn,
sua questão é assaz instigante. Pra falar a verdade, tenho a impressão de que no Budismo nem há uma figura que possa ser chamada de "Deus", mas não estou certo a este respeito. De qualquer maneira, creio que a questão colocada na pesquisa de certa forma induz ao antropomorfismo, qdo fala em ser "acompanhado" e "observado". O problema, portanto, é saber se existe ou nao alguma outra "representação" de Deus que não seja necessariamente essa.
Obrigado pelo comentário.

Orlando Tambosi disse...

Boa conclusão, ERcy.

paschoal disse...

Olá Ercy, já colei e copiei mais este excelente artigo.
è bem por aí, como essa entidade a que chamam de deus é uma criação da mente humana, à época para conter os abusos e desvarios dela mesma, nada mais natural que a reação do cérebro não se altere.
Não esquecer que, sòmente após a invenção da igreja católica é que essa figura foi mais humanizada ainda, tomando as formas que hoje conhecemos. Sempre objetivando manter o povo na ignorância e no medo a fim de poder arrancar o indefectível dízimo!