11 fevereiro 2007

Sonho portenho

Creía, y creo, que hace dos mil quinientos años hubo un príncipe del Nepal llamado Siddharta o Gautama que llegó a ser el Buddha, es decir, el Despierto, el Lúcido - a diferencia de nosotros que estamos dormidos o que estamos soñando ese largo sueño que es la vida -. Recuerdo una frase de Joyce: "La historia es una pesadilla de la que quiero despertarme." Pues bien, Siddharta, a la edad de treinta años, llegó a despertarse y a ser el Buddha.
Jorge Luis Borges, El Budismo, em Siete Noches.

3 comentários:

invisivel disse...

As vezes se desperta aos 50 e nunca é tarde, considerando +20 para viver alguma felicidade que estaria solta no acordar sera?!

LesPaul disse...

Preclaro guru das sinapses, caso aprecies BORGES terei imenso prazer em te prsentear com um exemplar de BORGES, Um Giróvago, que modestamente ajudei na pesquisa. Foi publicado pela Insular, de Florianópolis, e é um belo sumário bem costurado das confluências borgianas, dos assuntos que volta-e-meia lhe mereciam especial atenção. SDÇ LesPaul

Ercy Soar disse...

Ilustre visitante,
tenho o maior interesse em ler o livro que vc ajudou a escrever, e ficarei muito grato pela deferência do presente.
Imagino que vc tenha chegado ao Borges graças à listagem que montei na side bar... A propósito, linkei outros dois posts antigos sobre o bruxo. Basta clicar o nome dele, que está sob a devida rubrica (literatura). Sua opinião, agora devidamente abalizada, será muito bem-vinda.